UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 01h25

Piñera quer apoio de empresários brasileiros para reconstruir o Chile

São Paulo, 8 abr (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, que chegou nesta quinta-feira ao Brasil para visita oficial, convidou os empresários brasileiros para participarem do processo de reconstrução em seu país, depois do terremoto que no último dia 27 de fevereiro deixou quase 500 mortos e um rastro de destruição.

"Vamos ter uma reunião com a comunidade empresarial do Brasil e falamos com o governador, pois queremos convidar os empresários brasileiros, especialmente os de São Paulo, a participarem do enorme esforço de reconstrução que vamos fazer no Chile", disse Piñera a jornalistas.

O presidente chileno chegou esta noite a São Paulo e imediatamente se reuniu com o governador do estado, Alberto Goldman, e com José Serra, que recentemente deixou o cargo para concorrer à presidência da república pelo PSDB.

"Temos que levantar o Chile novamente, pois infelizmente foi um dos cinco piores terremotos na história da humanidade, causando destruição em escolas, hospitais, casas, pontes, aeroportos, portos", acrescentou o empresário e agora governante.

Para Piñera, "há muitos empreendedores no Brasil que podem ajudar a acelerar o processo de reconstruir o Chile".

O líder se referiu também à tragédia das chuvas que castigam o estado do Rio e causaram 180 mortes, segundo os últimos dados divulgados.

"Estamos agora unidos na adversidade, e esperamos que essa unidade se projete rumo ao futuro, porque Chile e Brasil têm uma amizade e uma fraternidade à prova de qualquer coisa", apontou.

Além do encontro com Goldman, Piñera se reuniu com Serra. Os dois se conheceram quando o brasileiro viveu exilado no Chile.

"Falamos do futuro deste país continente, o Brasil, e também do Chile. Ele está se preparando para enfrentar uma campanha presidencial e eu sei o que é isso, porque venho de uma. É um homem muito inteligente, muito amável, que sabe muito e ama seu país. Está muito preparado", afirmou.

Nesta sexta, em Brasília, Piñera se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com Dilma Rousseff, candidata do PT à presidência.

O chefe de Estado, depois da visita ao Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo paulista, recebeu na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a maior patronal do Brasil, a Ordem do Mérito Industrial de São Paulo.

O presidente chileno chegou ao Brasil procedente da Argentina, onde se reuniu nesta quinta com sua colega, Cristina Kirchner, para fortalecer a "relação estratégica" bilateral. Os dois negaram que as diferenças de "signo político" vão atrapalhar seus vínculos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h10

    0,02
    3,147
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h12

    0,31
    68.926,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host