UOL Notícias Notícias
 

10/04/2010 - 10h41

Ban Ki-moon lamenta morte de presidente polonês

Nações Unidas, 10 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou hoje a catástrofe aérea na qual morreu o presidente da Polônia, Lech Kaczynski, de quem destacou sua "convicção" na hora de governar.

Ban, segundo um comunicado divulgado hoje por seu porta-voz em Nações Unidas, expressou sua "comoção" pelo acidente aéreo em Smolensk (Rússia), no qual faleceu o presidente polonês, sua esposa e outras pessoas que o acompanhavam.

Ao todo 96 pessoas morreram no acidente aéreo do avião presidencial, que caiu perto de Smolensk, e no qual viajavam, além da tripulação, 88 integrantes da comitiva polonesa liderava por Kaczynski.

"Em nome das Nações Unidas, o secretário-geral expressa suas mais profundas condolências ao povo e ao Governo da Polônia, assim como às famílias dos mortos", disse o porta-voz de Ban, Martin Nesirky.

Acrescentou que para o principal responsável das Nações Unidas, "o presidente Kaczynski serviu a seu país e a seu povo com distinção e convicção, e mereceu o respeito internacional".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host