UOL Notícias Notícias
 

12/04/2010 - 11h49

Bulgária suspende serviço de avião presidencial similar ao polonês acidentado

Sófia, 12 abr (EFE).- As autoridades búlgaras suspenderam temporariamente o serviço do avião presidencial búlgaro, um Tupolev-154, o mesmo modelo do acidente aéreo de sábado no qual morreu o presidente polonês, Lech Kaczynski, e outras 95 pessoas.

A suspensão permanecerá em vigor até que sejam esclarecidas as causas do acidente do Tupolev no qual viajava Kaczynski, que se acidentou nos arredores da cidade russa de Smolensk, declarou hoje à Agência Efe em Sófia o chefe dos pilotos do Governo búlgaro, Pencho Penchev.

A decisão foi tomada poucas horas depois do acidente. Após vários incidentes registrados no aparelho no qual se desloca o presidente da Bulgária, Georgi Parvanov.

Fontes do quadro de pilotos governamentais Aviootryad 28 indicaram à Agência Efe que o acidente do avião presidencial polonês serviu de alerta após uma série de danos com o Tupolev-154 búlgaro nos últimos anos.

O último dano aconteceu em janeiro de 2008, quando Parvanov viajava com uma delegação de 82 pessoas ao México em uma visita oficial. Quando o avião decolou das ilhas Açores, onde tinha feito escala para reabastecer, o trem de pouso travou, forçando o retorno ao solo.

Devido àquele incidente, o presidente búlgaro teve que cancelar sua visita ao México, pois não havia outra aeronave governamental e voltou à Bulgária em um voo comercial.

Desde o ano passado, a Bulgária possui, além do Tupolev, outros dois aviões estatais para viagens oficiais, um Airbus A319 e um Falcon.

As autoridades búlgaras cogitam há muito tempo leiloar o Tupolev-154 - que está em atividade há 20 anos - por um preço inicial de 2,5 milhões de euros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host