UOL Notícias Notícias
 

15/04/2010 - 09h20

Líderes emergentes antecipam reuniões pelo retorno de Hu Jintao à China

Brasília, 15 abr (EFE).- Os líderes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul anteciparão as reuniões previstas entre hoje e amanhã em Brasília pela decisão do presidente da China, Hu Jintao, de retornar ao seu país por causa do terremoto em Qinghai, que causou pelo menos 617 mortos, disseram hoje fontes oficiais.

A Cúpula do Fórum Ibas, reunirá na tarde de hoje os governantes da Índia, Brasil e África do Sul. Já os Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), que seria realizada amanhã, foi antecipada para esta noite, informaram à Agência Efe fontes diplomáticas.

Os planos foram alterados porque Jintao reduziu sua visita oficial ao Brasil, prevista até o sábado, para poder retornar à China e supervisionar os trabalhos de resgate em Qinghai, onde um terremoto de 7,1 registrado na quinta-feira e suas cerca de 750 réplicas causaram 10 mil feridos e 313 desaparecidos.

A primeira reunião terá os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da África do Sul, Jacob Zuma, assim como o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh.

Na segunda, os Bric, Lula e Singh se juntarão a Jintao e o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev.

Nas duas cúpulas serão abordados assuntos econômicos e comerciais de interesse das principais potências emergentes do planeta, além de uma densa agenda política centrada no Oriente Médio, o programa nuclear que envolve o Irã e a reforma dos organismos internacionais, entre outros pontos.

Como poucas vezes vistas em Brasília, os encontros ocorrem em meio a fortes medidas de segurança, incluindo o fechamento do trânsito da Esplanada dos Ministérios, a avenida onde ficam as sedes de todos os poderes do Brasil.

Os dois encontros reúnem às principais economias emergentes e seus países-membros que concentram quase 70% do crescimento da economia mundial entre 2003 e 2007, antes da explosão da crise financeira.

Os países do Bric representam 42% da população mundial e 26% do território, e somaram no ano passado 23,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, segundo o Governo brasileiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host