UOL Notícias Notícias
 

18/04/2010 - 10h36

Papa se reúne com vítimas de padres pedófilos em Malta

Valletta, 18 abr (EFE).- O papa Bento XVI se reuniu hoje em Malta com oito vítimas de padres pedófilos do país, confirmou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

A reunião aconteceu após a missa que o pontífice oficiou em Floriana, nos arredores da capital nacional, Valletta.

O papa, segundo Lombardi, estava profundamente comovido com as histórias que ouviu e expressou "sua vergonha e pesar pelo que as vítimas e suas famílias sofreram".

O pontífice rezou com as vítimas e lhes assegurou que a Igreja "está fazendo e continuará fazendo" tudo o que estiver a seu alcance para investigar as acusações, para levar à Justiça as responsáveis pelos abusos e para implantar medidas efetivas orientadas a preservar os jovens.

Lombardi disse ainda que, no espírito de sua recente carta aos católicos da Irlanda, Bento XVI rezou para que todas as vítimas de abusos experimentem "cura e reconciliação, permitindo a elas seguir adiante com esperança renovada".

O papa falou separadamente com as oito vítimas dos abusos e, como ressaltou Lombardi, o encontro aconteceu em um ambiente de "serenidade e sem tensão".

As vítimas expressaram sua "satisfação" por terem conversado com o papa, segundo disseram em entrevista coletiva ao lado de um bispo maltês.

Lawrence Grech, de 37 anos, um dos vários jovens do Orfanato San José, de Santa Venera, que sofreram abusos nos anos 1980, contou que após a reunião com o papa tirou "um grande peso".

"Junto com meus amigos demos as graças ao papa, foi um pesadelo que nos alterou durante anos", disse Grech à imprensa.

É a terceira vez que o papa se reúne com vítimas de abusos sexuais, após tê-lo feito durante viagens aos Estados Unidos e à Austrália, em meados de 2008.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host