UOL Notícias Notícias
 

24/04/2010 - 06h00

Coreia do Sul recupera proa de navio afundado

Seul, 24 abr (EFE).- A Coreia do Sul resgatou neste sábado a proa da embarcação de guerra afundada em circunstâncias até agora desconhecidas nas águas do Mar Amarelo, apesar de esta parte recuperada reforçar a teoria de que uma explosão externa foi a causadora do acidente.

Um grande guindaste flutuante, de 2.200 toneladas, elevou a metade restante do navio após recuperar a popa na semana passada, e permitiu a localização do corpo de um dos desaparecidos, segundo informou a agência local "Yonhap".

O "Cheonan", de 1.200 toneladas e com 104 marinheiros a bordo, afundou no dia 26 de março no Mar Amarelo (Mar Ocidental), perto da controversa fronteira marítima entre as Coreias, e por isso não é descartada a participação do Exército da Coreia do Norte na explosão.

Até o momento, foram confirmadas as mortes de 40 tripulantes, enquanto os corpos de outros seis ainda não foram recuperados. Esta já é uma das piores tragédias marítimas da história da Coreia do Sul.

Segundo as primeiras observações da metade de proa, pode ser certificado que a parte inferior do casco sofreu danos, enquanto foi confirmado que os danos indicam que o navio foi atingido por uma explosão externa, segundo informaram à "Yonhap" fontes militares sul-coreanas.

As autoridades de Seul não descartam a participação da Coreia do Norte no fato, levando em conta que a explosão partiu do exterior e que a zona na qual aconteceu é reivindicada por Pyongyang como parte de suas águas territoriais.

As duas partes do navio de guerra sul-coreano serão levadas a uma base naval a 70 quilômetros de Seul para uma investigação mais aprofundada que contará com a cooperação de especialistas americanos e australianos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host