UOL Notícias Notícias
 

24/04/2010 - 06h19

Grupos da Irlanda do Norte podem levar terrorismo à Grã-Bretanha, diz jornal

Londres, 24 abr (EFE).- Os grupos dissidentes republicanos que se opõem ao processo de paz na Irlanda do Norte querem levar sua campanha de violência à Grã-Bretanha, segundo o jornal britânico "The Times".

De acordo com fontes dos serviços secretos, as cidades inglesas de Liverpool, Birmingham e Londres são possíveis alvos dos grupos, que na quinta-feira passada explodiram um carro-bomba junto a uma delegacia na localidade de Newtownhamilton, no condado de Armagh, sul da Irlanda do Norte.

Líderes de grupos como o IRA Autêntico e o IRA de Continuidade, que nasceram do inativo Exército Republicano Irlandês (IRA), estudaram uma maneira de aproveitar o recente caos provocado pelo fechamento do espaço aéreo do Reino Unido - devido à nuvem de cinza do vulcão islandês - para transportar diversos materiais até a Inglaterra saindo de portos irlandeses, de acordo com o jornal.

O temor é que estes grupos queiram aproveitar a atual campanha das eleições gerais britânicas (marcadas para 6 de maio) para realizar um ataque.

Na quinta-feira passada, a Polícia da Irlanda do Norte (PSNI, sigla em inglês) advertiu que a ameaça terrorista dos grupos dissidentes do IRA está em seu ponto mais alto desde 1998, ano do atentado perpetrado pelo IRA Autêntico (RIRA) em Omagh, no qual morreram 29 pessoas.

Segundo as forças da ordem, facções rivais como o IRA Autêntico e o IRA de Continuidade deixaram para trás suas diferenças e uniram forças para atentar contra chamados "alvos de prestígio" com bombas fabricadas nas localidades fronteiriças de Armagh (Irlanda do Norte) e Louth (Irlanda).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    0,01
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h53

    0,95
    63.255,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host