UOL Notícias Notícias
 

25/04/2010 - 06h05

Al Qaeda confirma morte de 2 de seus líderes na semana passada

Cairo, 25 abr (EFE).- O grupo "Estado Islâmico do Iraque", vinculado à Al Qaeda, confirmou hoje a morte no dia 18 de abril de dois líderes terroristas, Abu Ayub al-Masri e Abu Omar al-Baghdadi, em uma operação conjunta entre tropas do Iraque e dos Estados Unidos.

Em comunicado divulgado hoje em um site islamita, o grupo expressa seu pesar pelo "martírio" de seus dirigentes, que descreve como "heróis" e "cavalheiros".

A nota é assinada por Abu al-Walid Abdel Wahhab al-Mashadani, identificado como o ministro dos Comitês Legislativos do "Estado Islâmico do Iraque".

No último dia 19, o Governo de Bagdá e o Exército americano anunciaram a morte de Masri e Baghdadi em uma operação conjunta efetuada o dia anterior.

Quatro dias depois, na sexta-feira passada, um total de 54 pessoas morreram em Bagdá e 180 ficaram feridas por vários carros-bomba e outros artefatos que explodiram em bairros xiitas ou cerca de mesquitas, em atentados que aparentemente eram uma resposta às mortes dos dois líderes da Al Qaeda.

Masri era o chefe militar da Al Qaeda no Iraque e Baghdadi liderava a coalizão "Estado Islâmico do Iraque", dominada pela Al Qaeda e formada por vários grupos radicais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host