UOL Notícias Notícias
 

25/04/2010 - 12h09

Confronto entre milicianos e tribos árabes deixa 55 mortos em Darfur

Cartum, 24 abr (EFE).- Pelo menos 55 pessoas morreram e outras 140 ficaram feridas em combates na sexta-feira entre milicianos do Exército Popular de Libertação do Sudão (EPLS) e uma tribo árabe na região de Darfur, informaram hoje fontes tribais.

Em declarações à imprensa, um porta-voz da tribo Reziqat de Balila e Mecheich, Mohammed Eisa Ulwi, precisou que todos os mortos e 85 dos feridos pertencem ao seu clã.

Uma autoridade da região de Al Dain contabilizou 17 mortos e 11 feridos e que tinham sido causadas por dois ataques do EPLS contra a tribo árabe, dedicada ao pastoreio.

Ulwi explicou que vários pastores de sua tribo buscavam água e comida para o gado quando os confrontos ocorreram.

O EPLS, que controla o sul do Sudão, acusou às milícias do Governo de Cartum de ter atacado suas tropas na zona de Balila, na parte meridional de Darfur, disse à Agência Efe um dos dirigentes deste grupo James Hot.

Hot negou que o EPLS tenha realizado a operação contra Darfur ou qualquer outro lugar.

O EPLS era o braço armado do Movimento Popular de Libertação do Sudão (MPLS), que lutou contra o norte durante duas décadas. Por causa do tratado de paz assinado em 2005, o EPLS se transformou na única força militar na região autônoma do sul do país, governada pelo MPLS.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host