UOL Notícias Notícias
 

04/05/2010 - 21h14

Irã não teme sanções do Conselho de Segurança da ONU

Nações Unidas, 4 mai (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que seu país não teme enfrentar novas sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e advertiu que sua adoção poria fim a uma possível aproximação entre Washington e Teerã.

"Embora não desejemos que nos sancionem, também não as tememos", disse o líder iraniano em declarações à imprensa em Nova York após assistir na segunda-feira à inauguração da Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação (TNP).

Além disso, ele ressaltou que "a experiência demonstrou que as sanções não podem deter à nação iraniana. Ela é capaz de resistir a pressão dos Estados Unidos e seus aliados".

Para Ahmadinejad, a adoção de uma quarta rodada de sanções por parte do Conselho de Segurança colocaria fim à política de aproximação da República Islâmica anunciada pelo presidente dos EUA, Barack Obama, após sua chegada à Casa Branca em 2009.

Na sua opinião um "grupo de radicais" estaria pressionando Obama para passar "com rapidez do lema da mudança (nas relações com o Irã) para um ponto irreversível".

Apesar ao enfrentamento com a comunidade internacional, Ahmadinejad descartou que seu país siga o exemplo da Coreia do Norte, que abandonou o TNP em 2003 e se transformou em uma potência nuclear.

"Minha presença aqui significa que queremos que o TNP seja revisado, que se transforme em um sistema justo e seguiremos sendo membros ativos do Organismo Internacional para a Energia Atômica (AIEA) e do TNP, já que consideramos que a bomba atômica é a pior e mais horrorosa das armas", acrescentou.

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (EUA, China, França, Reino Unido e Rússia), além da Alemanha, negociam desde abril a redação de uma resolução que reforce o regime de sanções que pesa sobre o Irã.

Estas potências consideram que se deve castigar de novo o regime iraniano por sua recusa em aceitar as propostas da AIEA para dissipar as dúvidas de que seu programa nuclear esconde ambições militares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h00

    -0,34
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h04

    0,23
    61.815,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host