UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 14h19

Missão da UE detém acusado de crimes de guerra no Kosovo

Pristina, 6 mai (EFE).- A missão da União Europeia no Kosovo (Eulex) anunciou hoje a detenção de um albano-kosovar acusado de crimes de guerra durante a guerra nessa antiga província sérvia, em 1999.

O detido, identificado como Sabit Geci, é suspeito de ter relação com os supostos centros de tortura que o Exército de Libertação do Kosovo (UCK) pode ter tido no norte da Albânia durante o conflito.

Segundo a imprensa local, membros do UCK torturaram e assassinaram nesses centros prisioneiros albaneses acusados de espionagem para a Sérvia e de estarem contra os independentistas.

É a primeira vez que um membro do UCK é acusado de crimes de guerra supostamente cometidos fora do Kosovo.

Geci, de 51 anos, passou cinco anos na prisão após ser condenado em 2001 por um tribunal da ONU por crimes de extorsão.

Kosovo declarou em fevereiro de 2008 independência da Sérvia, mas sua soberania foi reconhecida até agora por 67 países e continua sendo rejeitada com veemência por Belgrado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h40

    0,41
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,00
    65.010,57
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host