UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 09h06

Papa aceita renúncia de bispo irlandês acusado encobrir pedófilos

Cidade do Vaticano, 6 mai (EFE).- O papa Bento XVI aceitou hoje a renúncia do bispo de Clogher, Joseph Duffy, acusado de ter encoberto casos de abusos sexuais de menores por parte de sacerdotes na Irlanda, informou o Vaticano.

O Pontífice aceitou também hoje, por ter completado os 75 anos de idade, a renúncia ao Governo pastoral da diocese de Derry, também na Irlanda, do bispo Francis Lagan.

Duffy, que completou 76 anos em 3 de fevereiro, reconheceu recentemente que acobertou abusos de sacerdotes contra menores em sua diocese.

Como novo bispo de Clogher, o papa nomeou a Liam McDaid, de 64 anos, até agora chanceler da cúria dessa diocese.

O bispo Joseph Duffy é um dos quatro prelados que renunciaram nos últimos meses após a divulgação de dois relatórios oficiais irlandeses - o Relatório Ryan e o Relatório Murphy - que revelaram que durante 70 anos centenas de crianças da Irlanda sofreram abusos sexuais por parte de sacerdotes nesse país, sobretudo na arquidiocese de Dublin desde 1975 a 2004.

Os outros três são James Moriarty, bispo de Kildare e Leighlin; Donald Murray, bispo de Limerick, e John Magee, prelado de Cloyne, que foi secretário privado dos papas Paulo VI, João Paulo I e João Paulo II.

A estas três a renúncia foi aceita em conformidade com o artigo 401/2 do Código de Direito Canônico, pelo que "se roga encarecidamente" aos bispos diocesanos que apresentem sua renúncia "se por doença ou outra causa grave ficasse diminuída sua capacidade para desempenhá-lo".

Outros dois bispos auxiliares de Dublin, Eamonn Walsh e Ray Field, também em apresentaram sua renúncia e espera-se que em breve o papa Ratzinger as aceite.

A renúncia dos prelados ocorre após a carta enviada por Bento XVI aos católicos irlandeses em março, na qual pediu perdão às vítimas dos padres pedófilos, às que disse que sente "vergonha" e "remorso" pelo ocorrido.

O papa advertiu aos sacerdotes pedófilos que devem responder diante de Deus e os tribunais e ordenou uma inspeção das dioceses e seminários onde ocorreram os abusos.

Além disso, o Pontífice criticou os bispos irlandeses pela "lamentável" gestão dos fatos.

Em 23 de abril, Bento XVI destituiu ao bispo de Bruges (Bélgica), Roger Joseph Vangheluwe, de 74 anos, por abusar sexualmente de um jovem belga quando era sacerdote.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h59

    0,26
    3,190
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h07

    0,81
    65.197,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host