UOL Notícias Notícias
 

08/05/2010 - 16h15

Cinzas de vulcão na Islândia voltam a complicar tráfego aéreo na Europa

Em Bruxelas

A cinza do vulcão islandês Eyjafjalla voltou a complicar hoje o tráfego aéreo na Europa, com o fechamento de muito aeroportos no sul do continente e grandes atrasos em voos transatlânticos, uma situação que deve continuar amanhã em algumas regiões.

Vulcão islandês leva Espanha a fechar 19 aeroportos


O norte da Espanha e de Portugal foram hoje as regiões mais afetadas pela nuvem de cinzas vulcânicas, que provocou o fechamento de mais de 20 aeroportos e o cancelamento de muitos voos.

As autoridades responsáveis pelo tráfego aéreo na Espanha confiam em que pelo menos uma parte dos aeroportos será aberta durante a próxima noite, entre eles o de Barcelona onde hoje 226 voos foram cancelados.

As previsões da Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol) apontam para uma melhora da situação amanhã na Espanha.

O trajeto da nuvem deve afetar o sul da França na noite de hoje, cujo tráfego aéreo ficará parcialmente fechado.

Ao longo do dia de amanhã, os especialistas europeus preveem que os problemas se deslocarão também para o norte da França, Itália, Suíça e o sul da Alemanha.

Por isso, não descartam o fechamento dos aeroportos de Paris e de outras capitais europeias, que poderiam trazer à tona os mesmos problemas causados pelo caos aéreo vivido há três semanas, quando as primeiras nuvens chegaram à União Europeia (UE), procedentes da Islândia.

Mais ao norte, as cinzas poderiam voltar a afetar parte da Irlanda e do Reino Unido, segundo mapas de previsões divulgados pela Eurocontrol.

Hoje, a nuvem, situada principalmente sobre o Atlântico entre a Islândia e a península Ibérica, dificultou ao longo do dia as conexões entre a América e a Europa, provocando "atrasos substanciais" e cancelamentos.

A maior parte dos aviões que viajam entre Estados Unidos e a UE teve que desviar sua rota para evitar a zona afetada, pois a nuvem de cinzas se encontra na altura em que os voos transoceânicos habitualmente se movimentam.

Para amanhã, a Eurocontrol prevê que essa "barreira" sobre o Atlântico continue e os voos sigam usando rotas alternativas, com percursos mais longos.

Nesse sentido, a agência europeia adverte sobre os atrasos que serão registrados ao longo do dia e recomenda que os passageiros consultem suas companhias aéreas.

A erupção do vulcão islandês voltou a afetar substancialmente a Europa apenas três semanas depois da chegada das primeiras nuvens de cinza, que paralisaram durante dias o espaço aéreo.

O fechamento do espaço aéreo provocou perdas multimilionárias às companhias aéreas que operam na Europa, pelo cancelamento de milhares de voos.

As normas comunitárias estipulam que as companhias devem devolver ao viajante o preço total de sua passagem bilhete ou se encarregar de sua transferência ao destino por outros meios, além de seu alojamento e manutenção durante a espera.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host