UOL Notícias Notícias
 

12/05/2010 - 21h41

Lula faz viagem por Rússia, Catar, Irã, Espanha e Portugal

Brasília, 12 mai (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou hoje para a Rússia, primeira escala de uma viagem que incluirá Catar, Irã e as cúpulas União Europeia-América Latina e Luso-brasileira, em Madri e Lisboa, respectivamente.

Lula chegará a Moscou na noite desta quinta-feira e, na sexta-feira, depois de participar de um seminário empresarial, se reunirá com o presidente russo, Dmitri Medvedev, e depois com o primeiro-ministro Vladimir Putin.

O porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach, disse que nas reuniões serão abordados o chamado Plano de Ação de Sociedade Estratégica assinado pelos dois países, assim como as discussões, ainda em fase inicial, para a aplicação de moedas locais nas trocas no comércio bilateral.

Além disso, serão analisados assuntos da agenda global, como a reforma das Nações Unidas e seu Conselho de Segurança, o papel do grupo Bric, formado por Brasil, Rússia, Índia e China, e o impacto da crise financeira internacional.

Na mesma sexta-feira, Lula partirá rumo a Doha, onde no dia seguinte será recebido pelo emir do Catar, Hamad bin Khalifa Al-Thani, com quem analisará diversos assuntos bilaterais e internacionais, com ênfase nos conflitos no Oriente Médio. Baumbach assegurou que o Brasil considera o emir do Catar um "interlocutor privilegiado" na região.

Lula prosseguirá sua viagem no domingo a Teerã, onde no mesmo dia se reunirá com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, para discutir a crise gerada pelas suspeitas em torno do programa nuclear desenvolvido no Irã.

Segundo Baumbach, Lula "deseja ajudar com processos de diálogo que podem levar a um acordo" e evitar as sanções que os Estados Unidos e outros países planejam propor ao Conselho de Segurança da ONU contra o Irã.

O porta-voz reiterou que "não cabe ao Brasil determinar ou chegar a uma conclusão" sobre o verdadeiro objetivo iraniano e lembrou que o Governo Lula "já enfatizou que é contra a proliferação e que todos os países devem respeitar os compromissos internacionais" em matéria nuclear.

Ainda em Teerã, Lula participará na segunda-feira em uma cúpula do grupo formado pelos integrantes do Movimento de Países Não-Alinhados, e após esse encontro partirá para Madri, onde assistirá, na terça-feira, à Cúpula União Europeia-América Latina e Caribe (UE-ALC).

Baumbach reiterou que "o Governo espanhol informou que o (presidente de Honduras, Porfirio) Lobo não participará da cúpula, mas em um evento paralelo" da UE com países da América Central e, por isso, Lula confirmou sua presença na reunião.

O anúncio da possível presença de Lobo, eleito após a deposição do ex-presidente hondurenho Manuel Zelaya, fez com que líderes de outros países cancelassem sua participação na cúpula.

Lula participará na quarta-feira em um seminário sobre a economia brasileira organizado pelos jornais "Valor Econômico" e "El País", da Espanha, e partirá rumo a Lisboa, para assistir à X Cúpula Luso-brasileira.

Em Lisboa, Lula também se reunirá com o presidente Aníbal Cavaco Silva e o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, respectivamente, e voltará ao Brasil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host