UOL Notícias Notícias
 
15/05/2010 - 04h10 / Atualizada 15/05/2010 - 04h26

Filha de Che condena uso comercial da imagem do pai

Sófia, 15 mai (EFE).- A filha mais velha do segundo casamento do líder revolucionário Ernesto Che Guevara, a pediatra Aleida Guevara, expressou em Sófia, na Bulgária, sua irritação pelo excessivo uso comercial no mundo todo da imagem de seu pai.

Em entrevista à agência Efe, Aleida disse que não se opõe ao uso da imagem de seu pai em causas sociais e de direitos humanos, mas sim quando é usada com fins lucrativos.

Aleida, que visita a Bulgária para participar neste sábado e domingo do XV Fórum anual das organizações para solidariedade de países europeus com Cuba, afirmou que o uso correto da imagem de seu pai "é uma coisa que deve ser respeitada".

"Há momentos em que o símbolo de Che Guevara é utilizado corretamente. Um exemplo simples: uma criança portuguesa com uma bandeira em uma manifestação de professores com a imagem de meu pai. Um jornalista perguntou por que ele usava aquela imagem. E ele disse: porque da mesma forma que Che Guevara, vou a lutar até a vitória sempre!", disse.

"Se usa a imagem dele desta forma, seja bem-vindo. É muito bom, me parece que meu pai pode se transformar de verdade em um estandarte da luta", acrescentou a doutora cubana.

Durante a entrevista, que aconteceu em uma livraria no centro de Sófia, onde Aleida foi recebida por poetas e escritores búlgaros, um autor se aproximou e lhe deu um isqueiro com a cara de seu pai.

"Às vezes as pessoas não se dão conta de que somos muito fúteis, e que meu papai deve estar no coração, na maneira de trabalhar todos os dias, em tentar imitar um homem que foi um ser humano tão completo", comentou Aleida, que aceitou o presente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host