UOL Notícias Notícias
 
15/05/2010 - 16h22 / Atualizada 15/05/2010 - 16h29

Francesa presa no Irã deve ser libertada esta semana

Teerã, 15 mai (EFE).- A francesa Clotilde Reiss, presa no dia 1º de junho no Irã sob a acusação de espionagem, pode ser solta na próxima semana, anunciou hoje seu advogado Mohamad Ali Mahdavi Sabet.

Segundo ele, o tribunal revolucionário que a julga tomou uma decisão e apesar de não levantar todas as acusações, emitiu um veredicto que poderia permitir sua saída da embaixada da França, onde se encontra presa há meses, e retornar a Paris.

Sadet explicou à imprensa que irá à corte no domingo para ler o veredicto, confirmar a interpretação do mesmo e tratar de recuperar o passaporte.

Em princípio, Reiss foi condenada a dez anos de prisão e a uma multa de cerca de 230 mil euros, que aparentemente já foi paga.

A informação não foi confirmada nem desmentida por fontes oficiais iranianas. Já a embaixada francesa, consultada pela Agência Efe, preferiu não comentar o assunto.

Reiss, de 24 anos, foi presa em julho do ano passado no aeroporto "Imame Khomeini" de Teerã, enquanto tentava sair do país em meio aos grandes protestos populares causados pela reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, que a oposição qualificou de "fraudulenta".

As autoridades iranianas a acusaram de ameaçar a segurança nacional por ter enviado informações sobre as mobilizações na cidade de Isfahan, onde trabalhava como leitora na Universidade, a uma pessoa da embaixada francesa na capital iraniana e a sua família através de e-mails.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h20

    -0,41
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h27

    0,54
    63.568,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host