UOL Notícias Notícias
 
25/05/2010 - 16h55 / Atualizada 25/05/2010 - 17h15

Igreja italiana confirma 100 casos suspeitos de pedofilia na última década

Cidade do Vaticano, 25 mai (EFE).- O secretário-geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI), Mariano Crociata, assegurou hoje que nos últimos dez anos os casos de abusos sexuais contra menores cometidos por sacerdotes italianos se elevaram para "uma centena".

Crociata disse em entrevista coletiva que "um só caso sempre é demais" e que este dado relativo às investigações abertas nos últimos dez anos indica "a complexidade da situação".

O secretário-geral da CEI lembrou que na legislação penal italiana não há "uma obrigação explícita de denúncia por parte dos bispos", embora eles possam "testemunhar em processos caso ajude a esclarecer melhor os fatos".

"Evidentemente - acrescentou - isto não exclui a cooperação e colaboração (dos bispos) com as autoridades civis para esclarecer os fatos nem o fato de apoiar às vítimas para que denunciem o ocorrido".

Segundo Crociata, não é preciso "uma comissão especial" sobre os casos de pedofilia no clero.

O número dois da CEI considerou que as "indicações" do papa aos católicos irlandeses, na carta tornada pública no dia 20 de maio, e as linhas de atuação da Congregação para a Doutrina da Fé "contêm todos os elementos necessários para enfrentar os casos que se apresentam".

"A Igreja está ferida depois das vítimas e com as vítimas, porque estas exceções gravíssimas distorcem o desenvolvimento construtivo da totalidade dos fiéis e sacerdotes", concluiu Crociata.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host