UOL Notícias Notícias
 
25/05/2010 - 16h00 / Atualizada 25/05/2010 - 16h01

Oposição pede renúncia de Zapatero e eleições antecipadas na Espanha

Madri, 25 mai (EFE).- O porta-voz do Partido Popular (PP) no Senado espanhol, Pío García-Escudero, exigiu hoje do presidente do Governo, José Luis Rodríguez Zapatero, a convocação de eleições gerais antecipadas perante a grave crise que o país atravessa.

Após o pedido, membros da bancada opositora lançaram o grito de "Zapatero, renúncia!", que se estendeu por alguns minutos apesar do apelo do presidente da Casa, o socialista Javier Rojo.

Zapatero lamentou a postura do PP e acusou os conservadores de se desinteressarem pela crise e de pensarem apenas nas próximas eleições.

No debate, centrado no plano de ajuste para reduzir o déficit, apresentado pelo Governo na semana passada, García-Escudero reprovou Zapatero por medidas como a redução dos salários dos empregados do setor público e o congelamento das pensões.

O debate no Senado coincidiu também com uma série de anúncios sobre a redução dos salários de deputados, senadores, prefeitos e altos funcionários municipais.

O Governo espanhol aprovou na quinta-feira passada um pacote de medidas que inclui cortes salariais para funcionários públicos, congelamento de pensões e reduções no investimento, com o objetivo de acelerar a diminuição do déficit e colocá-lo em 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013.

Com as medidas, o Governo pretende economizar 15,25 bilhões de euros (US$ 18,75 bilhões) entre 2010 e 2011.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host