UOL Notícias Notícias
 
25/05/2010 - 19h31 / Atualizada 25/05/2010 - 19h45

Temas políticos mundiais serão abordados em paralelo a fórum da ONU no Rio

Rio de Janeiro, 25 mai (EFE).- Os chefes de Estado e de Governo que participarão nesta semana do III Fórum da Aliança das Civilizações seguramente também abordarão assuntos políticos, como a paz no Oriente Médio e o programa nuclear iraniano, em paralelo às reuniões oficiais, afirmaram hoje porta-vozes das Nações Unidas.

"Naturalmente esse tipo de assunto interessa aos participantes de um fórum que tem o objetivo de aproximar culturas e eliminar radicalismos, mas serão abordados de forma paralela ao encontro", disse o ex-presidente de Portugal e alto representante da ONU para a Aliança das Civilizações, Jorge Sampaio.

Segundo ele, como aconteceu nos fóruns anteriores, realizados em Madri em 2008 e em Istambul em 2009, a reunião de líderes no Rio de Janeiro pode contribuir de forma paralela para um dos objetivos da aliança: promover a paz mundial.

"Neste tipo de reuniões sempre há vários encontros paralelos entre os chefes de Estado, onde naturalmente os assuntos são abordados", disse Sampaio, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro.

O representante da ONU disse que tais assuntos também devem ser abordados, mas com um enfoque diferente, na reunião ministerial dos países-membros e do "grupo de amigos" da Aliança das Civilizações.

O encontro ministerial previsto para a quinta-feira e que será presidido por Sampaio e pelo presidente da Assembleia Geral da ONU, Ali Abdussalam Treki, é considerado a principal instância política da Aliança das Civilizações e contará com a participação de ministros das Relações Exteriores de cerca de 50 países.

"Apesar de não se tratar de uma reunião para discutir assuntos políticos e internacionais, os ministros devem dialogar sobre temas como o combate aos extremismos", afirmou o ex-presidente de Portugal.

O III Fórum da Aliança das Civilizações reunirá entre quinta-feira e sábado, no Rio de Janeiro, dez chefes de Estado e de Governo, liderados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Também são esperados a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner; o da Bolívia, Evo Morales; da Eslovênia, Danilo Turk; do Senegal, Abdoulaye Wade; de Cabo Verde, Pedro Pires; e do Timor Leste, José Ramos Horta, assim como os primeiros-ministros de Turquia, Recep Tayyip Erdogan; e Portugal, José Sócrates.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, também estará presente no fórum. Ele apoiou a incorporação da Aliança das Civilizações à agenda oficial da Assembleia Geral do organismo e as iniciativas de Brasil e Turquia de mediação sobre o programa nuclear do Irã.

Os debates do fórum terão quatro grandes eixos temáticos: juventude, educação, mídia e migrações.

O objetivo da Aliança das Civilizações é melhorar o conhecimento e a cooperação entre as nações e os povos, através das diferentes culturas do mundo, para combater as forças que promovem a polarização e o extremismo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host