UOL Notícias Notícias
 
26/05/2010 - 11h46 / Atualizada 26/05/2010 - 12h04

Onda de violência da Jamaica já contabiliza 49 mortos

Kingston, 26 mai (EFE).- Pelo menos 49 pessoas morreram em Kingston em consequência dos enfrentamentos armados entre soldados e policiais com grupos afins ao narcotraficante Christopher "Dudus" Coke, quem as autoridades querem extraditar aos Estados Unidos, informou hoje uma fonte oficial.

Após quatro dias de enfrentamentos em Kingston, a capital, continua a escalada de violência entre as forças de segurança jamaicanas e os seguidores de Coke, fortemente armados.

As forças de segurança da Jamaica não conseguiram ainda controlar os bairros de Tivoli Gardens e West Kingston, na capital, onde Coke conta com o apoio em massa da população.

"Sabemos que há 35 corpos de civis no necrotério e, quando fomos embora na noite passada, havia outros nove que foram recolhidos pelas ambulâncias", assinalou o procurador Herro Blair.

A esses 44 corpos é preciso agregar outros cinco mortos já registrados antes, dentre os quais dois policiais e um soldado do Exército da Jamaica.

Blair acrescentou que tinham visto cerca de 300 homens detidos pelos corpos de segurança do país. Por isso, é possível que "muitos outros tenham morrido pelas forças de segurança que não são tão tolerantes".

O Governo americano tinha pedido a extradição de Coke em agosto de 2009, mas as autoridades do país caribenho atrasaram a decisão final até semana passada, quando o primeiro-ministro, Bruce Golding, deu seu sinal verde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host