UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 05h08 / Atualizada 31/05/2010 - 05h49

Corte Suprema de Bangladesh despreza caso de corrupção contra premiê

Nova Délhi, 31 mai (EFE).- A Corte Suprema de Bangladesh encerrou este domingo outro caso de corrupção contra a primeira-ministra de Bangladesh, Sheikh Hasina, que com o veredicto fica sem causas abertas contra si, informou hoje o jornal bengalês "The Daily Star".

Hasina se salvou de 13 dos 15 casos por corrupção abertos contra ela: o Supremo encerrou nove deles, outras duas causas foram retiradas, e já conta com relatórios sobre sua inocência em dois mais.

E seu advogado, Sheikh Fazle Noor Taposh, assegurou ao jorna que nos dois casos restantes não há nenhum procedimento aberto.

"Obtivemos justiça. Todos os casos foram cancelados mediante procedimentos legais", afirmou Taposh em declarações ao periódico virtual bengalês "bdnews24".

Hasina, líder da Liga Awami, tinha apresentado um recurso para que se anulasse o procedimento, um pedido finalmente atendido pelos juízes do Tribunal.

Os seguidores de Hasina disseram que os casos contra ela tinham motivações políticas por parte de sua grande rival, a ex-primeira-ministra Khaleda Zia, que lidera o Partido Nacionalista de Bangladesh (BNP) e enfrenta também vários casos por corrupção.

A primeira-ministra jurou seu cargo em janeiro de 2009 junto a outros 31 membros de seu novo Governo, o qual pôs fim formalmente a dois anos de um regime interino tutelado pelo Exército.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h59

    -0,07
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h09

    0,36
    68.959,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host