UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 13h39 / Atualizada 31/05/2010 - 13h43

Enrique Iglesias prevê crise duradoura e uma nova ordem de poder mundial

Brasília, 31 mai (EFE).- O titular da Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib), Enrique Iglesias, afirmou hoje que a crise financeira atual "durará muito mais do que alguns pensam" e provocará uma "complexa redistribuição" do poder mundial.

"Sabemos como a crise começou, sabemos que vai durar muito mais do que muitos pensam e também que começa um longo processo de incerteza", disse Iglesias, ex-responsável do Banco Interamericano de Desenvolvimento, ao discursar no 33º período de sessões da Comissão Econômica Para a América Latina (Cepal), realizada em Brasília.

Segundo Iglesias, também é possível prever que a crise que explodiu em 2008 nos Estados Unidos e a que se abate hoje sobre a Europa "têm um ponto de chegada, que nos encontrará com novos atores, uma nova sociedade e um novo sistema de relações mundiais", que podem supor "a maior mudança de poder ocorrida em séculos".

O "novo modelo" social, econômico e político que se imporá no mundo dependerá dessas mudanças, que "possivelmente" terão um "polo de poder asiático", que será "um grande desafio à governabilidade mundial", disse.

No caso dos países da América Latina e do Caribe, que "em geral" saíram bem das atuais turbulências, essa nova ordem que começa a ser vislumbrada pode "ser uma oportunidade" para buscar uma nova forma de inserção na economia e na política do mundo, indicou.

No entanto, o titular da Segib esclareceu que essa oportunidade "não será de graça" e será preciso "ganhá-la", com modelos que promovam a inclusão, melhorem a produtividade e a competitividade e não deixem de lado "os valores éticos" da justiça social.

Em seu 33 º período de sessões, a Cepal apresentou um estudo no qual pede aos países da América Latina e do Caribe que revisem e reforcem o papel dos Estados como reguladores da atividade econômica e promotores da igualdade social.

Segundo Iglesias, esse documento é "uma carta de navegação para a busca de um novo modelo" que permita aos países da América Latina e do Caribe avançar no combate à pobreza e superar sua condição de meros exportadores de matérias-primas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host