UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 07h45 / Atualizada 31/05/2010 - 07h59

França condena ataque israelense a missão humanitária

Paris, 31 mai (EFE).- O ministro de Exteriores francês, Bernard Kouchner, condenou hoje o ataque israelense à missão humanitária que se dirigia à Faixa de Gaza, deixando pelo menos 14 mortos, segundo a televisão israelense.

Para Kouchner, "nada" justifica o uso de tal violência.

Após declarar-se "profundamente" horrorizado pelas trágicas consequências da operação militar israelense contra a "Frota da Liberdade", o chefe da diplomacia francesa expressou condolências às famílias e amigos das vítimas.

"Não entendemos o balanço humano, ainda provisório, dessa operação contra uma iniciativa humanitária conhecida há vários dias", acrescentou.

Kouchner pediu que sejam esclarecidas as circunstâncias deste drama e se mostrou favorável à abertura "sem demora" de uma investigação detalhada sobre o assunto.

"Tomaremos todas as medidas necessárias para evitar que esta tragédia provoque novas escaladas de violência" na região, concluiu.

A emissora israelense "Canal 10" assegura que pelo menos 14 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no assalto israelense à "Frota da Liberdade", um grupo de seis navios que transporta mais de 750 pessoas com ajuda humanitária para Gaza.

O Exército israelense reconhece em comunicado a morte de dez ativistas durante a tomada de controle das naves, que aconteceu esta madrugada a cerca de 20 milhas da faixa palestina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h49

    -0,61
    3,162
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h55

    0,14
    70.105,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host