UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 16h02 / Atualizada 31/05/2010 - 16h14

Hugo Chávez condena "brutal massacre" de Israel

Caracas, 31 mai (EFE).- O Governo do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, "condena energicamente o brutal massacre cometido pelo Estado de Israel" contra os integrantes do comboio de navios que levavam ajuda humanitária à Faixa de Gaza, assinala um comunicado oficial divulgado hoje.

Segundo o comunicado emitido pela Chancelaria venezuelana, houve uma "ação de guerra empreendida pelo Exército israelense contra civis indefesos que tentavam levar ajuda humanitária ao povo palestino de Gaza sujeito ao criminoso bloqueio imposto" por Israel.

O presidente Chávez "expressa seu profundo pesar" e transmite suas condolências aos parentes e amigos "dos heróis que foram vítimas deste crime de Estado, comprometendo-se a honrar sua memória e a apresentar a ajuda necessária para que os responsáveis destes assassinatos sejam severamente punidos", acrescenta.

"O Governo Revolucionário da Venezuela continuará denunciando a natureza terrorista e criminosa do Governo de Israel", ressalta.

Além disso, reitera "hoje mais do que nunca" o "compromisso inquebrantável com a luta do povo palestino pela liberdade, a soberania nacional e a dignidade".

A Venezuela rompeu relações diplomáticas com Israel em janeiro de 2009 por causa da ofensiva militar israelense contra Gaza, na qual morreram mais de 1,4 mil palestinos, em sua maioria civis.

O ataque do Exército de Israel aos seis navios do comboio humanitário deixou pelo menos nove mortos, segundo os próprios militares israelenses.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host