UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 09h35 / Atualizada 31/05/2010 - 09h53

Israel recomenda a seus cidadãos na Turquia que evitem espaços públicos

Jerusalém, 31 mai (EFE).- Israel recomendou a seus cidadãos que estiverem na Turquia que evitem os espaços públicos por temor de que sejam agredidos em represália ao ataque israelense à missão humanitária que se dirigia à Faixa de Gaza, que deixou pelo menos 14 mortos, segundo a televisão israelense.

Em comunicado, o Escritório de Contra-Terrorismo do Conselho Nacional de Segurança recomenda aos israelenses que tinham previsto viajar à Turquia que cancelem os planos até que a situação melhore.

Os israelenses atualmente na Turquia "devem permanecer em seus locais de residência, evitar os centros das cidades e os lugares onde ocorrem manifestações e acompanhar os eventos por temor de que a situação piore".

O Escritório assegura que as manifestações que ocorrem em frente às representações diplomáticas de Israel em Ancara e Istambul estão sendo "relativamente tranquilas".

No entanto, a delicada situação pode causar "explosões de violência contra israelenses na Turquia", acrescentou.

Segundo a emissora israelense "Canal 10", pelo menos 14 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no ataque de uma unidade de elite do Exército israelense à "Frota da Liberdade", um grupo de seis navios que transportava mais de 750 pessoas com ajuda humanitária a Gaza.

O Exército israelense reconhece em comunicado a morte de dez ativistas durante a tomada de controle das embarcações, que aconteceu nesta madrugada a cerca de 20 milhas da faixa palestina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host