UOL Notícias Notícias
 
31/05/2010 - 04h18 / Atualizada 31/05/2010 - 04h25

Premiê tailandês defende operação que desalojou "camisas vermelhas"

Bangcoc, 31 mai (EFE).- O primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, defendeu hoje a operação militar que desalojou há duas semanas da capital os "camisas vermelhas", após dois meses de protestos.

"Nem o Governo nem o Exército tiveram intenção de atacar o povo. O que aconteceu é que um grupo de manifestantes atacou os soldados e isso provocou os confrontos", declarou Vejjajiva na chegada ao Parlamento, onde discursará em um plenário reclamado pela oposição para explicar os fatos.

O líder tailandês reiterou sua disposição a que a ofensiva seja investigada por uma comissão independente.

Segundo o partido opositor Puea Thai (Pelos Tailandeses), as tropas usaram munição real contra os ativistas em vez de balas de festim, mas o Executivo insiste em que o ato foi justificado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,05
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host