UOL Notícias Notícias
 
02/06/2010 - 11h36 / Atualizada 02/06/2010 - 12h11

Abbas concede cidadania palestina a integrantes de frota atacada

Ramala, 2 jun (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, anunciou hoje a concessão de cidadania palestina a todos os integrantes da frota humanitária atacada pelo Exército israelense, que, em sua grande maioria, estão sendo deportados hoje.

"Concedemos hoje a nacionalidade palestina a todos que contribuíram à frota porque se trata de um ato muito respeitável", disse Abbas na abertura de um evento em Belém (Cisjordânia) que contará com a presença do enviado especial dos Estados Unidos para o Oriente Médio, George Mitchell, que chega nesta tarde à região.

O comboio naval era formado por seis navios que levavam ajuda humanitária à Faixa de Gaza, com 750 pessoas a bordo. Na segunda-feira, o Exército israelense atacou a frota em águas internacionais, deixando nove mortos.

A grande maioria dos integrantes da frota está sendo transferida hoje ao aeroporto Ben Gurion, em Israel, para que eles sejam repatriados em seis aviões turcos.

"Não é a primeira vez que sangue árabe e muçulmano se mistura com sangue palestino na longa luta do povo palestino", disse Abbas ao falar sobre as vítimas, segundo a transcrição do discurso publicada pela agência oficial palestina "Wafa".

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) ressaltou que a expedição marítima "não era a primeira iniciativa séria para romper o cerco ao povo palestino nem será a última", em referência ao bloqueio sobre Gaza promovido por Israel em 2006.

Além disso, Abbas acusou Israel de praticar "terrorismo de Estado" contra os palestinos, que, segundo ele, "sofrem diariamente".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host