UOL Notícias Notícias
 
03/06/2010 - 16h37 / Atualizada 03/06/2010 - 16h45

Ator pornô é acusado de matar outro e ferir mais 2 companheiros

Los Angeles (EUA.), 3 jun (EFE).- A Polícia de Los Angeles procura um ator pornô acusado de matar outro intérprete e ferir mais dois companheiros em uma empresa de produção de vídeos, em Van Nuys (Califórnia), informou hoje o jornal "Los Angeles Times".

O detetive de homicídios Joel Price explicou que o ator, Stephen Clancy, atacou um homem em uma das salas da empresa com um facão.

Outros dois companheiros escutaram os gritos e tentaram ajudar, mas também sofreram cortes profundos.

As três vítimas foram levadas ao hospital Northridge e ali foi constatada a morte de uma delas.

O morto foi descrito como um ator da indústria pornográfica de cerca de 30 anos. As autoridades não tornaram público seu nome, mas aparentemente ele atuou em ao menos dois filmes para adultos com seu agressor.

Fontes ligadas a Clancy disseram ao jornal que ele possui um histórico de violência.

O incidente aconteceu na noite desta terça-feira na Ultima DVD Inc, um negócio de distribuição de vídeos onde Clancy trabalhava e residia, explicou a Polícia.

O ataque teria sido realizado depois que o ator recebeu a notícia de que tinha sido demitido e despejado a força.

Clancy foi visto pela última vez na terça-feira à noite enquanto dirigia uma Toyota azul na saída do estúdio.

As autoridades não sabem o paradeiro do suspeito.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host