UOL Notícias Notícias
 
04/06/2010 - 04h35 / Atualizada 04/06/2010 - 04h51

Bélgica detém suposto assassino de juíza e funcionário de tribunal

Bruxelas, 4 jun (EFE).- A Justiça de Bruxelas confirmou nesta sexta-feira a detenção do suposto autor dos disparos que mataram uma juíza e um funcionário durante expediente de trabalho em um tribunal.

A Polícia capturou o suposto assassino na quinta-feira à noite em um parque do centro de Bruxelas, horas depois de ele ter fugido a pé do local.

O homem, que respondeu com vários disparos ao ar quando os agentes tentaram rendê-lo, ficou ferido.

Segundo a televisão pública "VRT", trata-se de um cidadão iraniano de 47 anos, que teria confessado que agiu por vingança.

Ainda de acordo com a "VRT", o crime pode ter sido motivado por um caso julgado há quatro anos pela magistrada assassinada, Isabelle Brandon.

O suposto criminoso chegou ao tribunal, que normalmente trata de casos simples, como problemas entre vizinhos, e fica no centro de Bruxelas, na quinta-feira. Após presenciar uma sessão, abriu fogo contra a juíza e um assistente, que morreram no local.

Várias testemunhas presenciaram os disparos, e teriam reconhecido o suposto assassino.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h49

    -0,37
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h59

    -0,13
    65.195,39
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host