UOL Notícias Notícias
 
04/06/2010 - 20h31 / Atualizada 04/06/2010 - 20h31

ONU pede presença de mais mulheres nas missões de paz

Nações Unidas, 4 jun (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu hoje a presença de mais mulheres policiais em suas missões de paz para aumentar a eficácia da luta contra a violência sexual e demonstrar igualdade em sociedades onde persiste a discriminação.

"As mulheres contribuem com uma nova dimensão que é essencial", afirmou Ban em reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas dedicada às mulheres e às missões de paz.

Entre outras coisas, ele destacou que mulheres e menores que são vítimas de abusos sexuais "sabem que encontram uma pessoa compreensiva" quando se aproximam de uma agente feminina.

"Quando se deve controlar uma multidão ou interrogar um suspeito, a presença de uma policial pode distender a tensão e evitar as infrações", afirmou Ban.

Há dez anos, o Conselho de Segurança já ressaltou a importância de incorporar a mulher às missões de paz com a resolução 1.325, na qual pedia mais militares, policiais e agentes humanitários femininos.

Apesar disso, hoje em dia somente 8% dos 13 mil policiais da ONU espalhados pelo mundo são mulheres.

"Não há nenhuma sociedade que tenha 92% de homens e 8% de mulheres", ressaltou a assessora policial do departamento de Operações de Paz da ONU, a sueca Ann-Marie Orler, que encorajou os 192 países-membros do organismo a incluir mais pessoal feminino nas unidades que cedem às missões de paz.

A ONU iniciou no ano passado uma campanha para elevar para 20% a presença feminina em suas operações de segurança e pacificação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host