UOL Notícias Notícias
 
04/06/2010 - 22h34 / Atualizada 04/06/2010 - 22h38

Uribe diz que tentará resgatar reféns de guerrilhas

Bogotá, 4 jun (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, afirmou hoje que tentará resgatar as sete pessoas sequestradas nesta quinta na fronteira com o Equador, aparentemente pela guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), e os 22 militares e policiais em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Vamos libertar os sequestrados em Nariño. Aproveitemos estes 63 dias que nos restam de Governo para ver se (também) conseguimos resgatar os integrantes da Polícia e das Forças Armadas que permanecem reféns do terrorismo nas selvas da Colômbia", disse Uribe em cerimônia militar em Bogotá.

Uribe se referiu ao sequestro de sete pessoas cometido, aparentemente, pelo ELN, e que as autoridades haviam inicialmente atribuído às Farc.

O fato ocorreu numa estrada do departamento de Nariño (sudoeste da Colômbia), onde um grupo de homens armados montou um falso comando militar e deteve uma caravana de vários veículos.

O presidente lembrou que as Forças Armadas colombianas vieram derrotando o sequestro, especialmente durante os quase oito anos de seu mandato na Presidência.

Até o último instante de Governo "temos que demonstrar aos terroristas que acabou a ilusão de que seus desígnios criminosos prosperem no fértil solo da pátria colombiana", acrescentou Uribe, cujo segundo mandato de quatro anos terminará no dia 7 de agosto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host