UOL Notícias Notícias
 
06/06/2010 - 18h32 / Atualizada 06/06/2010 - 18h43

Chávez quer conseguir ao menos dois terços da Assembleia Nacional

Caracas, 6 jun (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, pediu hoje a seus correligionários para "convencer" os indecisos das virtudes da "revolução" bolivariana que lidera e conseguir assim a vitória nas próximas eleições parlamentares.

O líder ressaltou que é preciso trabalhar com "especial dedicação" com os "nem nem", como são chamados os eleitores indecisos ou apáticos na Venezuela, e buscar "convencê-los de que a revolução bolivariana e socialista é o caminho que o país deve seguir".

"Temos que convencer a muita gente", disse o presidente ao insistir que o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), que criou em 2006, deve obter pelo menos dois terços da Assembleia Nacional (AN) no pleito do setembro.

O presidente explicou que a oposição baseia sua campanha eleitoral em supostas mentiras como a ideia de que tudo "o que Chávez põe a mão quebra", em referência à suposta falência em que estariam as empresas nacionalizadas pelo Governo.

As críticas contra a política econômica aumentaram depois que o Banco Central da Venezuela informou em maio que a economia local caiu 5,8% no primeiro trimestre do ano, e os investimentos 27,9%.

Chávez insistiu hoje que os grandes capitais privados locais são "improdutivos" e "especuladores", e sustentou que sua "revolução" procura instaurar um sistema produtivo socialista, onde se elimine o acréscimo e se garanta a toda a população o acesso aos bens e serviços básicos a preços justos.

Mais de 17,7 milhões de eleitores foram convocados para o pleito parlamentar para escolher os 110 deputados nominais, 52 por listas e três representantes indígenas, em um total de 165 cadeiras da Assembleia.

A AN é dominada pelo Governo desde que a oposição se retirou na última hora da votação de 2005.

As próximas eleições legislativas são consideradas cruciais tanto pelo Governo como pela oposição, já que podem representar uma mudança significativa na correlação de forças no Parlamento e um avanço ou freio do processo de mudanças socialistas que Chávez lidera há 11 anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h29

    0,32
    3,290
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h37

    -0,37
    63.025,20
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host