UOL Notícias Notícias
 
06/06/2010 - 10h59 / Atualizada 06/06/2010 - 11h08

Chegam à Jordânia 7 ativistas deportados do "Rachel Corrie"

Amã, 6 jun 6 (EFE).- Sete ativistas, um cubano e seis malaios que estavam no barco irlandês "Rachel Corrie", deportados por Israel, chegaram hoje à Jordânia, depois da interceptação da embarcação ontem sem incidentes pelo Exército israelense.

Estavam na embarcação também um indonésio, ferido na segunda-feira passada, durante o ataque israelense à embarcação de ajuda humanitária, no qual morreram nove pessoas.

Os deportados cruzaram a fronteira entre os dois países pela ponte Allenby e foram recebidos no lado jordaniano pela Organização Jordaniana Hachemita de Caridade, segundo fontes governamentais.

Em uma conversa por telefone com a Agência Efe, um ativista cubano que acusou Israel de ter realizado "uma ação desumana, que desafia à opinião pública mundial" por ter abordado o "Rachel Corrie".

"Estamos dispostos a tentar romper o bloqueio de Gaza outra vez", disse o ativista.

O ativista malaio Matthias Chang, da ONG Perdana para a Paz Mundial, classificou de "bárbaros" os métodos de Israel.

"Fomos sequestrados em alto-mar porque estávamos em uma missão humanitária para salvar as pessoas de Gaza da fome", apontou Chang à Efe, quem também expressou sua vontade de tentar outra vez romper o bloqueio sobre a faixa palestina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host