UOL Notícias Notícias
 
07/06/2010 - 10h46 / Atualizada 07/06/2010 - 12h35

Cartão de vítima é usado 11 vezes após acidente aéreo na Rússia

Em Varsóvia

A Procuradoria polonesa afirmou hoje que o cartão de crédito do historiador Andrzej Przewoznik, um dos 96 mortos no acidente aéreo de Smolensk (Rússia), foi utilizado até 11 vezes nas horas seguintes à tragédia, aparentemente por funcionários russos presentes no local onde caiu o avião.

Segundo a Procuradoria, depois da tragédia, foram sacados 1,5 mil euros de um caixa eletrônico em Smolensk com um dos cartões bancários de Przewoznik, que, além de historiador, era secretário-geral do Conselho para a Proteção de Monumentos da Luta e do Martírio.

O porta-voz do Governo polonês, Pawel Grass, ressaltou que quatro policiais russos poderiam estar envolvidos no uso do cartão de crédito da vítima, e que poderiam já estar detidos, algo que ainda não foi confirmado por Moscou.

A Procuradoria polonesa pediu às autoridades russas mais colaboração para investigar o roubo de artigos pessoais dos ocupantes do avião presidencial acidentado o passado dez de abril.

No acidente, todos os passageiros e tripulantes perderam a vida, entre eles o presidente da Polônia, Lech Kaczynski, sua esposa Maria e importantes funcionários de instituições estatais do país.

O avião presidencial caiu quando tentou pousar no aeroporto de Smolensk, de onde a comitiva polonesa tinha previsto seguir para a localidade de Katyn para participar de uma cerimônia em memória dos mais de 20 mil oficiais poloneses assassinados pelo regime soviético de Josef Stalin em 1940.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,20
    3,263
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h11

    0,23
    63.908,51
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host