UOL Notícias Notícias
 
07/06/2010 - 04h47 / Atualizada 07/06/2010 - 04h55

Dirigente da Al Qaeda acusado de atentado se entrega no Iêmen

Sana, 7 jun (EFE).- Um suposto dirigente da Al Qaeda, acusado de planejar o atentado terrorista em julho de 2007 que matou oito turistas espanhóis, se entregou às autoridades iemenitas, anunciou hoje o Ministério da Defesa em seu site.

O governador da província de Marib, 170 quilômetros a leste de Sana, Naji al-Zaidi, disse em declarações divulgadas pelo Ministério que o militante identificado como Hamza al-Diyani se apresentou ontem às autoridades locais.

A rendição de Diyani, cuja nacionalidade a fonte não especificou, aconteceu depois que a Polícia iemenita intensificou sua campanha de perseguição contra os membros da Al Qaeda, segundo Zaidi.

Diyani é acusado de ter preparado o atentado no qual um suicida ao volante de um veículo carregado de explosivos se jogou contra o comboio no qual viajavam os turistas espanhóis.

Sete dos espanhóis morreram no ataque, ocorrido no dia 7 de julho de 2007, e dias depois morreu outra das integrantes do grupo.

As autoridades iemenitas identificaram como suposto autor intelectual do atentado Hamza al-Qaiti, que morreu em agosto de 2008 em uma operação na província de Hadramut, 190 quilômetros a sudeste do país.

O Governo de Sana intensificou recentemente sua campanha contra a Al Qaeda, depois que em 25 de dezembro do ano passado um jovem nigeriano tentou atentar contra um avião com destino aos Estados Unidos, após ter visitado o Iêmen.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host