UOL Notícias Notícias
 
07/06/2010 - 13h30 / Atualizada 07/06/2010 - 14h16

Israel retém passaportes de 17 ativistas

Amã, 7 jun (EFE).- Israel admitiu à Jordânia que ainda conserva em seu poder os passaportes de 17 ativistas que foram detidos durante o ataque a uma frota de navios que se dirigia à Faixa de Gaza no dia 31 de maio, segundo fontes oficiais jordanianas.

O ministro jordaniano de Informação, Nabil Sharif, disse à agência oficial "Petra" que as autoridades israelenses prometeram que em breve entregarão os documentos à Embaixada da Jordânia em Tel Aviv.

Os passaportes pertencem a sete jordanianos e outros ativistas de Omã, Paquistão, Indonésia, Kuwait, Bahréin, Marrocos e Argélia, segundo a lista obtida pelas autoridades jordanianas com Israel, acrescentou Sharif.

O ministro não informou quando Israel deve entregar os documentos. Sharif acrescentou que, à parte os incluídos na lista, ainda há outros passaportes de ativistas jordanianos que não apareceram.

"Os passaportes são documentos protegidos pelas leis internacionais e não deveriam ser confiscados por nenhuma razão", acrescentou o ministro.

Desde o ataque do dia 31 de maio, Israel deportou para a Jordânia 132 ativistas, incluindo 24 jordanianos e cidadãos de outros países que não têm vínculos diplomáticos com Israel.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h00

    -0,70
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h07

    1,03
    68.673,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host