UOL Notícias Notícias
 
10/06/2010 - 12h34 / Atualizada 10/06/2010 - 12h49

Irã classifica sanções de "ilegais" e acusa UE de fazer "jogo duplo"

Teerã, 10 jun (EFE).- O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Ramin Mehmanparast, classificou hoje de "ilegais" as novas sanções impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas ao Irã e acusou à União Europeia de ter dois pesos e duas medidas.

"Tal aproximação é destrutiva e ineficaz na hora de resolver a atual conjuntura e evitará que se chegue a uma saída da crise", disse o funcionário, citado pela agência estatal de notícias "Irna".

Mehmanparast ressaltou que o único objetivo da nova resolução é "impedir o Irã de adquirir tecnologia nuclear pacífica" e insistiu que por isso ela "é errônea e ilegal".

O funcionário iraniano criticou, além disso, a postura da União Europeia, a quem acusou de fazer um "jogo duplo" ao apoiar as sanções e dizer ao mesmo tempo que a porta para a negociação não está fechada.

"A nação iraniana acredita que este jogo duplo e estas políticas não conseguirão frutos. A melhor maneira de respeitar os direitos das nações é não adotar medidas discriminatórias e impedir a justiça no mundo", acrescentou.

Tanto o presidente americano, Barack Obama, como a responsável pela Política Externa da União Europeia, Catherine Ashton, afirmaram após a votação que as sanções não fecham a porta ao diálogo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host