UOL Notícias Notícias
 
10/06/2010 - 18h02 / Atualizada 10/06/2010 - 18h22

Libertado o executivo suíço retido na Líbia há quase 2 anos

Genebra, 10 jun (EFE).- O executivo suíço Max Goldi, retido e depois preso em Trípoli há quase dois anos como represália a uma breve detenção em Genebra de um filho de Muammar Kadafi, foi libertado hoje e poderá retornar à Suíça nos próximos dias, indicaram seu advogado e a Anistia Internacional.

O advogado de Goldi, Salah Zahaf, indicou em Trípoli a libertação de seu cliente e ressaltou que estão realizando as gestões necessárias para que o mesmo deixe o país, segundo informou a agência suíça "ATS".

Por sua vez, Manon Schick, porta-voz da Anistia Internacional suíça, organização que acompanhou de perto o caso, disse que Goldi poderia abandonar a Líbia a partir do sábado.

O Ministério de Exteriores suíço não se pronunciou por enquanto sobre a libertação.

O filho de Kadafi, Hannibal, foi detido por algumas horas em Genebra, onde estava com a mulher grávida, em julho de 2008, acusado por dois empregados domésticos de maus-tratos, um assunto que causou uma grave crise bilateral e a ruptura de laços comerciais e econômicos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,32
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,56
    63.760,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host