UOL Notícias Notícias
 
11/06/2010 - 12h00 / Atualizada 11/06/2010 - 14h05

Ban pede que diferenças no Quirguistão sejam resolvidas por via pacífica

Nações Unidas, 11 jun (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, expressou hoje sua preocupação com os distúrbios no Quirguistão e ressaltou a necessidade de que a lei seja respeitada e de que as diferenças sejam resolvidas pela via pacífica.

Ban, em comunicado emitido na ONU, disse estar "muito preocupado pelos novos relatórios de violência e de várias mortes ocorridas em Osh (província)".

O secretário-geral pediu a restauração da calma e que as partes ajam moderadamente para evitar "novas perdas de vidas".

Pelo menos 23 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas nos distúrbios registrados ontem à noite na província de Osh, no sul do Quirguistão, segundo os últimos dados divulgados pelas autoridades do país centro-asiático.

O vice-primeiro-ministro provisório do Quirguistão, Azimbek Beknazarov, disse que os distúrbios na região, onde vive uma grande minoria usbeque, têm caráter interétnico.

As desordens começaram na noite de ontem, na região central da província de Osh, depois de uma briga em massa entre jovens quirguizes e usbeques, que resultou em vandalismo.

O secretário-geral da ONU reiterou "a necessidade de que a lei seja respeitada e de que as diferenças sejam resolvidas por meio do diálogo pacífico", acrescenta o comunicado.

Além disso, pediu ao Governo provisório que "preste atenção nas relações interétnicas no país e adote medidas para assegurar a coexistência pacífica de todos os cidadãos no Quirguistão".

Ban disse que seu representante especial para a região, Miroslav Jenca, que estava no país até o domingo passado, "manterá os esforços para assegurar a paz e a estabilidade do Quirguistão".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host