UOL Notícias Notícias
 
11/06/2010 - 21h32 / Atualizada 11/06/2010 - 21h41

Candidato opositor da Colômbia diz que não é pró-Chávez

Cartagena (Colômbia), 11 jun (EFE).- O candidato presidencial colombiano Antanas Mockus, do Partido Verde, afirmou nesta sexta-feira que não é 'chavista', mas esclareceu que sempre teve prudência ao falar sobre o líder venezuelano, Hugo Chávez, em prol de uma boa relação entre os dois países.

"Não sou 'chavista', que fique claro", disse o ex-prefeito de Bogotá aos jornalistas que o acompanhavam durante uma viagem de campanha pelas cidades colombianas de Medellín e Cartagena.

Segundo ele, alguns opositores a Chávez o convidaram à Venezuela, mas ele não aceitou por ser coerente entre o que diz e o que faz com relação ao Governo do país vizinho.

Mockus reiterou que, caso seja eleito no segundo turno das eleições presidenciais do próximo dia 20 - contra o candidato governista Juan Manuel Santos -, "será prudente a relação com Chávez", a quem respeita mas não admira.

As relações entre Bogotá e Caracas entraram em crise há meses, principalmente por causa da assinatura de um acordo militar entre Estados Unidos e Colômbia que permite forças americanas de usarem sete bases no país andino para combater o narcotráfico e o terrorismo.

Chávez "congelou" em agosto passado as relações com a Colômbia, o que provocou graves consequências para o comércio bilateral. Seu Governo deteve na Venezuela, segundo Bogotá, cerca de 20 colombianos acusados de espionagem.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host