UOL Notícias Notícias
 
11/06/2010 - 04h56 / Atualizada 11/06/2010 - 05h27

Distúrbios deixam pelo menos 17 mortos e 200 feridos no Quirguistão

(Atualiza número de vítimas e acrescenta declarações de autoridades)
Moscou, 11 jun (EFE).- Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas em distúrbios registrados na noite desta quinta-feira na província de Osh, sul do Quirguistão, informaram as autoridades do país nesta sexta.

Fontes do Ministério da Saúde do país, citadas pela agência oficial russa, indicaram que até as 3h desta sexta (pelo horário de Brasília) um total de 201 pessoas tinha solicitado ajuda médica na província de Osh, das quais 109 tiveram que ser hospitalizadas e 43 seguem em estado grave.

O vice-presidente do Governo provisório do Quirguistão, Azimbel Beknazarov, declarou que os distúrbios na região de Osh, onde vive uma importante minoria uzbeque, são de caráter étnico.

As desordens começaram na quinta-feira à noite no centro de Osh, segunda cidade mais importante do Quirguistão, após uma briga em massa entre jovens quirguizes e uzbeques, que deu origem a atos de vandalismo.

Segundo o Ministério do Interior quirguiz, que anunciou a detenção de cinco suspeitos de causar os distúrbios, os envolvidos queimaram vários veículos e lojas no centro de Osh.

"Todas as unidades do Ministério do Interior foram colocadas em estado de alerta máximo", disse o porta-voz do Ministério, Rajmatil Ajmedov, em declarações a uma rede de televisão local.

A presidente interina do Quirguistão, Roza Otumbayeva, anunciou a convocação de uma reunião de emergência do Executivo para analisar a situação em Osh e adotar medidas para estabilização.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host