UOL Notícias Notícias
 
11/06/2010 - 22h48 / Atualizada 12/06/2010 - 00h01

EUA intensificam contatos sobre processo de paz no O.Médio

Washington, 11 jun (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, se reuniu hoje com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e o rei Abdullah da Jordânia, dentro de uma série de contatos dos Estados Unidos para impulsionar o processo de paz no Oriente Médio.

Abbas, que se encontra em Washington desde terça-feira e na quarta-feira se reuniu na Casa Branca com o presidente Barack Obama, alterou seu programa e atrasou sua viagem a Madri para se reunir com Hillary, um encontro ocorrido a portas fechadas no Departamento de Estado.

Segundo o porta-voz do Departamento, Philip Crowley, o chefe palestino e a secretária de Estado discutiram a situação gerada na Faixa de Gaza após o ataque israelense na semana passada a uma frota que levava ajuda humanitária ao território árabe, em um incidente que causou a morte de nove turcos.

Abbas, indicou Crowley, "expôs várias ideias sobre como ampliar a circulação de bens e pessoas através da fronteira terrestre com Israel, mantendo os interesses de segurança israelenses".

Israel assegura que o bloqueio é necessário para impedir a entrada de armas a Gaza, onde governa o grupo radical palestino Hamas.

Obama indicou que o bloqueio como está é "insustentável" e pediu um novo mecanismo que permita o acesso de bens à Faixa de Gaza e, ao tempo, impeça que o Hamas possa receber armas.

Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, em sua conversa de hoje, a chanceler americana, em nome dos EUA, se comprometeu a "manter as conversas com Israel e outros sobre a melhor maneira de alcançá-lo".

Além disso, Hillary e Abbas falaram sobre o andamento do diálogo indireto de paz entre israelenses e palestinos sob a mediação do enviado especial americano, George Mitchell, e os progressos obtidos até agora.

O enviado especial, explicou Crowley, retornará à região na próxima semana para uma nova rodada de negociações, mas até o momento não há confirmação da data exata.

A chefe da diplomacia americana e o presidente da ANP abordaram também a situação econômica nos territórios ocupados, indicou o porta-voz. Segundo ele, Hillary "elogiou Abbas por seus esforços para fortalecer a boa governança".

De acordo com Crowley, esses esforços "se refletem no fato de que há uma crescente confiança não só na comunidade internacional mas também entre o povo palestino, nas instituições de Governo que erigem o presidente Abbas e o primeiro-ministro (Salam) Fayyad".

Após o encontro com Abbas, a secretária de Estado almoçou com o rei Abdullah da Jordânia. Segundo Crowley, ambos "abordaram uma série de assuntos acerca da região".

Em discurso na quarta-feira, Abbas considerou que a falta de progressos no processo de paz está "corroendo" a esperança de que a solução de dois Estados proposta pelo plano de paz seja possível.

"A situação é extremamente difícil", disse o líder da ANP, que assinalou que a principal reivindicação dos palestinos é o fim do bloqueio a Gaza.

As reuniões de hoje de Hillary completam uma semana de intensas atividades diplomáticas dos Estados Unidos com relação ao Oriente Médio.

Se Obama se reuniu na quarta-feira com Abbas, na segunda-feira o vice-presidente dos EUA, Joseph Biden, fez o mesmo com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, na cidade egípcia de Sharm El Sheikh.

O presidente americano também se reunirá nas próximas semanas com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, depois do cancelamento do encontro que tinham previsto na Casa Branca no dia 1º por causa do ataque do Exército de Israel ao comboio naval.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host