UOL Notícias Notícias
 
12/06/2010 - 15h31 / Atualizada 12/06/2010 - 15h35

Serra diz que Brasil não pode continuar apoiando ditadores

Brasília, 12 jun (EFE).- José Serra, candidato à Presidência pelo PSDB, afirmou hoje que o Brasil "não pode continuar apoiando ditadores", em uma crítica direta à política externa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A candidatura de Serra para as eleições do dia 3 de outubro foi oficializada hoje pelo PSDB na convenção nacional do partido, realizada em Salvador, que reuniu cerca de 5 mil dirigentes e militantes do partido.

Em seu discurso, Serra fez severas críticas à política externa de Lula e, sem citar países, afirmou que acredita "nos direitos humanos, não só dentro do Brasil, mas no mundo todo".

Em uma clara alusão às estreitas relações do Governo Lula com países como Irã e Cuba, o candidato disse que "não devemos elogiar continuamente ditadores em todos os cantos do planeta, somente porque são aliados eventuais".

Serra ressaltou que rejeita "a repressão violenta das ideias, a tortura e a prisão por razões ideológicas para quem pensa diferente".

O candidato do PSDB, apoiado pelo DEM e pelo PPS, lembrou também os casos de corrupção ocorridos nos últimos anos e, sobretudo, o esquema do mensalão de suborno a parlamentares para que votassem a favor de projetos do Governo, denunciado em 2005.

"Acredito no Congresso Nacional como a principal arena do debate, não de compra de votos nem de distribuição de mensalões", afirmou.

"É necessário dizer que são os homens que corrompem o poder, e não o poder que corrompe os homens", declarou Serra. Para ele, "a honestidade não é programa de Governo", mas "uma obrigação de quem está na vida pública".

Serra, economista de 68 anos, foi governador do estado de São Paulo, prefeito da capital paulista, deputado, senador e ministro do Planejamento e da Saúde durante a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Também foi candidato à Presidência nas eleições de 2002, mas perdeu para Lula no segundo turno.

Segundo as pesquisas de opinião, Serra conta com 37% das intenções de voto para as eleições de outubro, empatado com a pré-candidata petista Dilma Rousseff.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,32
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,56
    63.760,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host