UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 01h15 / Atualizada 15/06/2010 - 02h00

Após detenção, esquerda apresenta novo candidato em estaduais mexicanas

México, 14 jun (EFE).- Uma coalizão esquerdista registrou nesta terça-feira o nome de Gerardo Mora como seu candidato ao Governo de Quintana Roo, Caribe mexicano, após a detenção de seu postulante anterior, Gregorio Sánchez, por supostos delitos de narcotráfico, lavagem de dinheiro e tráfico de pessoas, informou a coalizão em comunicado.

A coalizão Diálogo para a Reconstrução do México (DIA), integrada pelos partidos da Revolução Democrática, do Trabalho e da Convergência, elegeu Mora a 19 dias do pleito em Quintana Roo, mas ainda defende Sánchez, pois considera que ele é inocente.

Mora era o coordenador da campanha de Gregorio Sánchez, que foi detido em 25 de maio. O ex-candidato ainda teve seus direitos políticos cassados e as autoridades eleitorais acataram a sentença, por isso ele não pode votar nem ser eleito.

A DIA garante que a estratégia defesa de Sánchez que será apresentada perante a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e perante a Justiça Federal "estará mais bem sustentada caso seja cumprida a determinação" do Tribunal Eleitoral.

"Nosso objetivo é estabelecer um precedente para que não possam ser cancelados os direitos políticos dos cidadãos e dos partidos que integram o regime democrático por meio da ação acusatória do Ministério Público", disse a coalizão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host