UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 16h35 / Atualizada 15/06/2010 - 16h44

Presidentes dos Parlamentos da Unasul defendem avanço da integração regional

Quito, 15 jun (EFE).- Os presidentes dos Parlamentos da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) pediram hoje em Quito a assinatura do tratado constitutivo da organização pelos seis países que ainda não o fizeram com o objetivo de avançar na integração regional, segundo a agência pública "Andes".

De acordo com a chancelaria equatoriana, os países que ainda não reiteraram seu apoio ao documento são Brasil, Colômbia, Chile, Paraguai, Suriname e Uruguai, enquanto Equador, Venezuela, Peru, Guiana, Bolívia e Argentina já o ratificaram.

O presidente do Parlamento do Chile, Jorge Pizarro, disse que todo Congresso ou Parlamento tem sua própria realidade e complexidade política e que, "por isso, não podem forçar uma resolução, pois isso pode trazer problemas".

O presidente da Câmara dos Deputados da Argentina, Eduardo Fellner, destacou que os Governos dos países conseguiram acordar a criação da Unasul e que esse é um exemplo que deve ser seguido pelos presidentes dos Parlamentos.

Fellner disse que, apesar das diferenças, o tema político foi discutido profundamente.

"O mesmo documento que fala de integração indica claramente que não teremos êxito se não estivermos de acordo", afirmou o político argentino.

Uma fonte da Assembleia equatoriana disse que a reunião dos presidentes dos Parlamentos sul-americanos, que devia ser concluída hoje, terminou ontem à noite porque não houve divergências no momento de analisar a declaração final do encontro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host