UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 03h47 / Atualizada 15/06/2010 - 04h09

Uzbequistão fecha fronteira a refugiados do Quirguistão

Moscou, 15 jun (EFE).- O Uzbequistão fechou nesta terça-feira sua fronteira aos refugiados provenientes do Quirguistão, onde segundo dados oficiais os enfrentamentos étnicos dos últimos dias deixaram pelo menos 138 mortos, informou a agência digital centro-asiática "Ca-news.org".

"Não temos mais lugar para acolhê-los", declarou o vice-primeiro-ministro uzbeque, Abdullah Aripov, ao explicar a medida, segundo o escritório da "Ca-news" em Tashkent, capital do Uzbequistão.

Aripov assinalou que já foram registrados oficialmente como refugiados cerca de 45 mil cidadãos quirguizes de origem uzbeque, e destacou que este número não inclui as crianças.

Na véspera, o Ministério de Emergência do Uzbequistão estimou em 75 mil o número de refugiados no país vizinho, após a última explosão de violência étnica nas cidades quirguizes de Osh e Jalal-Abad, onde reside uma importante minoria uzbeque.

Aripov afirmou que as autoridades do Uzbequistão precisam de ajuda das organizações internacionais para acolher os refugiados.

Segundo fontes da Cruz Vermelha Internacional, os choques étnicos no sul do Quirguistão provocaram a fuga de mais 80 mil uzbeques.

O Quirguistão, com uma superfície de 198,5 mil quilômetros quadrados, tem uma população de 5,3 milhões de habitantes, dos quais cerca de 14% são uzbeques, que residem majoritariamente no sudoeste do país, a região afetada pela onda de violência.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host