UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 12h01 / Atualizada 16/06/2010 - 12h25

Irã diz ter abortado atentado terrorista em Teerã

Teerã, 16 jun (EFE).- O ministro de Inteligência iraniano, Heydar Moslehi, assegurou que os serviços secretos abortaram uma tentativa de atentado a bomba que aparentemente pretendia perpetrar em Teerã o grupo opositor no exílio "Mujahedin Khalq" (Combatentes do Povo).

Moslehi afirmou que durante a operação foram detidos inúmeros membros desta organização, contrária ao regime iraniano desde a década de 80.

"Este grupo terrorista planejava explodir uma bomba em várias praças de Teerã. Pretendia aterrorizar a população inocente em vários distritos importantes e sensíveis", explicou o clérigo, citado hoje pela televisão estatal em inglês.

Moslehi, que não detalhou o número de terroristas detidos, acusou de novo aos Estados Unidos, o Reino Unido e a Suécia de apoiarem as atividades dos Mujahedin Khalq.

Além disso, assinalou que tinham recebido treinamento militar no Iraque e que planejavam, além disso, criar confusão incendiando carros da Polícia e motocicletas.

O site da TV estatal "PressTV" divulgou, horas depois, a informação que assegurava que duas pessoas tinham confessado diante das câmeras que faziam parte de um complô para atentar em dois movimentados cruzamentos de Teerã.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host