UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 05h32 / Atualizada 16/06/2010 - 05h51

Israel estuda suavização do bloqueio a Gaza

Jerusalém, 16 jun (EFE).- O gabinete de segurança de Israel estuda nesta quarta-feira as medidas a tomar para suavizar o bloqueio à faixa palestina de Gaza, após várias recomendações da comunidade internacional nas últimas semanas.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se reúne esta manhã com os principais membros de seu Governo para analisar formas de responder às reivindicações de relaxar o cerco ao território palestino e, ao mesmo tempo, evitar a entrada em Gaza de armamento e materiais que o movimento islamita Hamas possa utilizar com fins militares, informou a rádio israelense.

O objetivo é substituir a atual lista, que determina que produtos podem entrar na faixa, por outra, que especifique os bens proibidos.

Na semana passada, Israel começou a suavizar o bloqueio à faixa palestina, na qual vivem 1,5 milhão de pessoas, e anunciou que toleraria a entrada de refrescos, sucos, frutas em conserva, bolachas, aperitivos e batatas fritas.

Após o assalto em passado 31 de maio a uma frota que se dirigia a Gaza com ajuda humanitária e que acabou com a morte de nove ativistas turcos, a comunidade internacional orientou Israel a suspender o bloqueio, mantido com o apoio do Egito há quatro anos.

O principal aliado de Israel, os Estados Unidos, afirma que o cerco a Gaza é "insustentável", enquanto o Conselho da União Europeia exigiu nesta segunda-feira "acesso completo e regular através das passagens terrestres e possivelmente através do mar", e a mudança da lista de bens permitidos por uma de bens proibidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host