UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 15h32 / Atualizada 16/06/2010 - 15h40

Israel tenta salvar laços com Turquia

Jerusalém, 16 jun (EFE).- Israel tenta restaurar as relações com a Turquia mediante uma campanha diplomática longe dos olhares dos jornalistas, mas consciente de que o "romance" dos anos 90 não se repetirá sem mudanças políticas locais de alcance regional.

A iniciativa, que se desenvolve em paralelo ao anúncio por grupos turcos de novos comboios para romper o bloqueio israelense de Gaza, corre por conta de Uzi Arad, homem de confiança e assessor em segurança do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Desde antes da trágica abordagem israelense à embarcação humanitária, na qual morreram nove ativistas turcos, Arad mantém contatos com assessores pessoais do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan e do ministro de Exteriores, Ahmed Davutoglu.

Segundo informações no jornal "Yedioth Ahronoth", os contatos "não deram nenhum fruto por enquanto", mas continuam com a intenção que não se produza uma "desconexão absoluta", na crença que nenhuma das duas partes está interessada nisso.

As relações políticas e diplomáticas entre Turquia e Israel se remontam a 1949, mas só começaram a transformar-se em uma aliança militar e econômica a partir de 1992, com intercâmbios comerciais da ordem dos US$ 3,5 bilhões.

Duas semanas depois da abordagem em águas internacionais, a insistente demanda de que Israel peça perdão pela morte dos ativistas e submeta o ataque a uma investigação internacional, fazem prever no Ministério de Exteriores israelense que, a curto e médio prazo, as relações seguirão no mesmo nível baixo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host