UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 06h50 / Atualizada 16/06/2010 - 06h52

Unicef: mais de 100 mil quirguizes se refugiaram no Uzbequistão

Moscou, 16 jun (EFE).- Mais de 100 mil cidadãos quirguizes de etnia uzbeque se refugiaram no Uzbequistão fugindo dos enfrentamentos étnicos no sul do Quirguistão, que causaram a morte de pelo menos 187 pessoas, informou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Segundo o organismo, 90% destes refugiados são crianças, mulheres e idosos, segundo os dados, citados pela agência quirguiz "AKIpress". O comunicado acrescenta que a maioria das crianças foram vítimas de violência física e psicológica.

Grande parte dos refugiados foi hospedada em 75 acampamentos na região uzbeque de Andijan.

Na terça-feira, o Ministério de Situações de Emergência do Uzbequistão informou que 83 mil cidadãos quirguizes de etnia uzbeque tinham buscado refúgio no país, por isso as autoridades restringiram o a entrada de feridos, mulheres e crianças.

Segundo a "AKIpress", a Unicef enviou nesta quarta-feira sete caminhões com ajuda humanitária ao leste do Uzbequistão, com tendas de campanha, roupas, cobertores, remédios e utensílios de cozinha para os refugiados.

Na véspera, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) anunciou o envio ao Uzbequistão de seis aviões de carga Il-76 com 40 toneladas de ajuda humanitária cada um desde seus armazéns de emergências situados em Dubai. A chegada do primeiro destes aviões estava prevista para esta manhã.

Os choques entre quirguizes e uzbeques no sul do Quirguistão começaram em Osh, a segunda cidade do país, na madrugada da sexta-feira passada, e depois se estenderam à vizinha Jalal-Abad, apesar do estado de exceção decretado pelo Governo provisório quirguiz.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host